terça-feira, 19 de novembro de 2013

{Bel} Impressões de Leitura #33 ~ Divergente (Veronica Roth)

Título: Divergente
Título Original: Divergent
Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Número de páginas: 502

Skoob :: Goodreads
Avaliação: 4 estrelas!


Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Uma coisa que eu posso dizer a respeito desse livro é que ele é uma das distopias que eu mais gostei de ler. Tanto pela história quanto pela maneira como Roth escreve. Gostei muito mesmo.

A história se passa na cidade de Chicago, mas tudo está muito diferente. A sociedade é dividida em facções, e são elas:
Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição
A nossa protagonista, Beatrice (mais tarde conhecida como Tris), vem de uma família da Abnegação, facção onde estão as pessoas que pregam o desapego, gentilezas, caridade etc.

Nesta sociedade, ao completar 16 anos, os indivíduos passam por um teste de aptidão nada convencional, para, então, decidirem para qual facção seguir pelo resto de sua vida. E mesmo que o teste mostre aptidão para uma facção diferente, o indivíduo pode escolher ficar com a família, na sua facção de origem.

Esse teste de aptidão é conduzido em forma de uma simulação dentro da consciência do indivíduo. A pessoa toma um soro, um líquido que vai fazer com ela entre em um estado de alucinações e passe por uma série de testes imposta por uma pessoa que seja diferente da facção do testado.

Quem faz o teste de Tris é a Tori, integrante da facção Audácia. Durante o teste, Tris tem atitudes diferentes do comum, consegue estar consciente de que tudo aquilo é uma simulação e consegue controlar o que acontece durante o teste. Tori fica bem assustada e decide protegê-la, alegando que o teste de Tris teve um problema e insere manualmente o resultado no sistema, como aptidão para a Abnegação. Porém, o teste de Tris é inconclusivo. Nada pode controlá-la, são os chamados Divergentes, os quais o governo persegue até a morte.

Tris fica muito assustada, sem saber o que na verdade significa ser Divergente, sem poder contar para ninguém, muito menos para sua família.

No dia da escolha, Tris acaba escolhendo a Audácia como facção e deixa sua família para trás. Ela nunca se sentiu parte da Abnegação. Durante a história, vemos uma Tris muito corajosa e com uma escuridão em seu interior que nunca combinaria com a Abnegação.

Logo ao chegar no complexo da Audácia, Tris é recepcionada por Quatro, ou Tobias, que possui um cargo de liderança dentro da facção.

Isso tudo passa bem rápido no início do livro. Eu esperava que fosse ser um início parado, ainda mais por ser o primeiro livro da trilogia. Mas toda a parte de apresentação da sociedade, dos personagens e do cenário é muito rápida e bem feita. Muitas coisas já acontecem logo no início do livro.

A escrita de Roth é dinâmica e coerente, não tem aquela embromação para fazer mistérios. Em várias partes da história, vinha uma desconfiança de algo ou lembrança de um fato que era ligado ao que estava acontecendo, mas poucos parágrafos depois, Roth revelava o que se passava ou o personagem fazia as ligações com eventos do passado com os do presente. E ainda assim, a leitura foi ótima, rápida e enxuta.

Eu me pegava várias vezes pensando no livro, em possibilidades, finais etc. É um livro que já possui muitos eventos do início ao fim. Nos deixa até meio que pensativos, nos perguntando 'Já aconteceu tudo isso, o que será que Roth vai contar em Insurgente?'

Eu já havia decidido que não iniciaria outra série de livros enquanto não terminasse A Mediadora e Os Instrumentos Mortais, mas vai entender essa cabeça de nós, os leitores.

Eu recomento muito a leitura desse livro. E se você é daqueles que não gosta de ler uma série sem que ela esteja completa, já tem o terceiro livro disponível em inglês e está previsto para Março de 2014 o lançamento do livro em português.

Em março de 2014 teremos o lançamento do filme e, só de ver o trailer, já fiquei mega empolgada!


Um abraço

Não se esqueça de seguir o blog!
:: FanPage :: Twitter ::
:: Skoob :: Goodreads :: Instagram :: Flickr :: LastFm ::
Um abraço
Bel VF 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para compartilhar as suas opiniões e experiências!
Obrigada pela visita!