domingo, 28 de setembro de 2014

{Bel} Impressões de Leitura #55 ~ O Hobbit (J.R.R. Tolkien) ~ TAG 12 Livros para 2014

Título: O Hobbit
Título Original: The Hobbit
Autor: J.R.R. Tolkien
Editora: WMF Martins Fontes
Número de páginas: 306

Skoob :: Goodreads

Avaliação: 5 estrelas e Favorito!

Sinopse: Inesperadamente, Bilbo Bolseiro, um hobbit de vida confortável e tranquila no Condado recebe a visita de 13 anões e Gandalf que o arrastam em uma jornada através das montanhas e das terras ermas enfretando trolls, orcs, wargs, elfos para o resgate de um tesouro muito bem guardado por Smaug, o dragão. Bilbo se vê em diversas confusões e encontra algo que mudaria não só sua vida como de toda Terra-Média.



O ano de 2014 tem sido um dos meus melhores em questão de leituras. Nesses 9 meses já corridos, tive muita sorte em ler muita coisa boa, principalmente por sair da zona de conforto, traçar novas metas e encarar desafios.


Uma das minhas metas para 2014 era iniciar a leitura das obras Tolkien. Como não sou nenhuma estudiosa do autor, mas sim, uma mera leitora em busca de conhecimento e novas aventuras, decidi começar pelo livro “O Hobbit” e não cronologicamente.



E acredito que fiz uma ótima escolha começando assim! Mesmo que a leitura cronológica traga easter eggs para os livros seguintes, preferi conhecer o mundo de Tolkien através de um Hobbit todo bonachão, que gosta da rotina do Condado e não quer saber de mais nada! Apresento a vocês: Bilbo Bolseiro!
"Os Hobbits não são como as pessoas comuns; e, afinal, se as tocas deles são lugares alegres e adequadamente arejados, bem diferentes dos túneis dos orcs, assim eles estão mais acostumados a túneis do nós, além de não perderem o senso de direção debaixo da terra - não quando suas cabeças já se recuperaram de uma pancada. Além disso, conseguem se mover sem muito barulho, escondem-se com facilidade, se recuperam maravilhosamente de quedas e contusões e têm um cabedal de sabedoria e frases sábias que a maioria dos homens nunca ouviu ou esqueceu há muito tempo"
Bilbo, um hobbit todo acomodado com sua rotina e comilança, não queria saber de outra vida, até receber a visita de Gandalf chamando-o para uma aventura. Bilbo tentou fugir de todas as maneiras, entretanto, certa noite, um grupo de anões bate à sua porta dizendo que estavam lá para o jantar, quando, na verdade, era também uma reunião para planejar toda a aventura para a qual Bilbo havia sido convocado.
"E o que vocês fariam, se um anão aparecesse sem ser convidado em sua casa, e pendurasse suas coisas no seu corredor sem uma palavra de explicação?"
O tesouro dos anões agora é dominado pelo dragão Smaug. Mas a situação é bem complicada para os anões, pois o dragão consegue sentir o cheiro deles bem de longe! Então, resolveram “contratar” o melhor “ladrão” do Condado para conseguirem de volta ao antigo lar e seu tesouro.


Mas toda a jornada não é nem um pouco simples. Há muito que se enfrentar até chegar à Montanha. Não será nada fácil. Trolls, neve, wargs, orcs, altas montanhas, vidas perdidas... Uma infinidade de obstáculos que, apesar de tornar a jornada do nosso querido hobbit cada vez mais difícil, é o que deixa tudo mais emocionante e incrível.

O que dizer da minha primeira experiência oficial com a obra de Tolkien? Não há palavras, é inexplicável, sensível e motivador! 


Durante a leitura, eu me lembrei várias vezes de um dos meus livros favoritos, que é “O Mágico de Oz”. Sei que não há relação alguma entre as obras, mas senti aquela mesma amizade bonita, cumplicidade e lealdade da Dorothy e seus amigos ali no grupo dos anões e do Bilbo. Seguindo todos juntos, apoio mútuo, coragem e bravura. Achei a história com um bom fundo motivacional. Sério, acho lindas representações assim de amizade, afinal, é um sentimento que eu prezo demais. (Ines Fabi Dani)

A escrita é maravilhosa, repleta de detalhes e fluida. Quando digo que é repleta de detalhes é porque realmente é assim! Tolkien é muito detalhista na escrita, faz o livro ser muito visual com suas descrições, muitas vezes bem longas, mas sem ser enfadonho. 


Antes de lê-lo, eu pensava muito em como seria possível um livro tão curto resultar em 3 filmes longos. A escrita de Tolkien tem muita bagagem para isso, tem detalhes e história suficiente para suporte a filmes de qualidade sem enrolação. 

Em que mundo estava eu que ainda não tinha lido Tolkien? Apenas virou livro favorito para toda a vida. Foi livro que li em apenas dois dias e ao terminar, já queria começar novamente!


Acho que muitos palestrantes motivacionais deveriam sair da mesmice e usar um livro assim para usar de exemplo de trabalho em equipe e até mesmo da história de Senhor dos Anéis é possível tirar proveito nesse sentido. Sozinho, nós não chegamos a lugar algum.

Esse livro faz parte da Tag 12 livros para 2014. Para ver os livros que eu escolhi para a Tag, só Clicar AQUI e para ver os livros da Tag já resenhados, só Clicar AQUI.



Não se esqueça de seguir o blog!
:: FanPage :: Twitter ::
:: Skoob :: Goodreads :: Instagram :: Flickr :: LastFm ::
Um abraço
Bel VF 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para compartilhar as suas opiniões e experiências!
Obrigada pela visita!