quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

{Fabí} 'Tá lido # 59 - Crime e castigo, Fiódor Dostoiévski

Páginas:590
Editora: L&PM Pocket
Skoob
Avaliação pessoal: 5 estelas

SinopseUm dos romances mais importantes, mais lidos e festejados da literatura, Crime e Castigo (publicado originalmente em 1866) conta a história de um crime e suas consequencias. Trata-se de um enredo de suspense e de grande tensão, de uma profundidade psicológica única, passado na turbulenta Rússia tsarista do século XIX. Raskólhnikov é um jovem pobre, ex-estudante da universidade, que vive nos bairros marginais de São Petersburgo. Dono de uma mente febril - como todos os grandes personagens de Dosoiévski (1821-1881) -, convence a si próprio que, deveido à sua extrema miséria, está isento de qualquer lei moral. Porém, quando resolve colocar a teoria à prova, as coisas não saem como o esperado, e ele sofre miseravelmente. Crime e castigo, parece dizer o romance, são duas faces da mesma moeda, duas realidade indissociáveis que brotam da mesma semente.


⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙⋘ ⋙
Oi gente, tudo certo?

Vocês vão cansar de mim até o fim das férias, hoje é oficialmente meu primeiro dia de férias, então também começa oficialmente o mês com posts todo dia, vocês vão cansar de mim...rs.

Até dia 30/12/2014 vou postar sobre todos os meus livros favoritos, para que no dia 31/12, quando eu postar meu Top 15, todos os livros já tenham aparecido por aqui, espero que vocês gostem! =)


Esse é um daqueles livros que é difícil descreve, falar sobre ou até mesmo definir, acho que pra cada pessoa ele trás um sentimento diferente, cada personagem desperta em você um sentimento e cada página lida é uma angustia a mais.

Acho que todo mundo sabe que é um romance psicológico, onde nossos sentimentos são manipulados o tempo a história é narrada em terceira pessoa, com ênfase no ponto de vista do personagem principal Rodion Românovitch Raskólnikov.

Raskólnikov é um ex-estudante de direito vindo do interior, sua família é muito pobre e sua mãe acredita que, depois de formado, sua posição garantirá um casamento melhor para sua irmã e uma vida mais confortável para todos.

Apesar de toda essa pobreza o Raskólnikov é extremamente orgulhoso e arrogante, combinação perigosa para uma pessoa que beira a miséria e se considera uma pessoa mais inteligente e melhor que os demais.

No decorrer do livro, justamente pelos defeitos de caráter que ele tem, ele se vê em situações que ele mesmo buscou e as decisões que ele toma a partir delas é o plote central da narrativa.

Pode o ambiente influenciar no caráter das pessoas? Uma pessoa é mais merecedora dos bens materiais que a outra? Alguém é capaz de decidir o futuro de outras pessoas?

Essas são algumas perguntas que foram surgindo pra mim durante a leitura, o bom de ter uma narrativa que aponta o dedo para os defeitos da condição humana, e como humanos que somos, é que serve muitas vezes como uma análise das nossas próprias atitudes, ou para a falta delas em alguns casos.

O que leva a outro ponto da discussão do romance, o que mais nos atormenta a nossa própria consciência ou a opinião dos outros, (acho que aquela coisa de o inferno são os outros não cola muito pro Raskólnikov), uma atitude tomada na hora do desespero é menos válida que um pensada com antecedência?

Só sei que depois de ler esse livro e vir compartilhar aqui com vocês, percebi que nada sei, tanto do livro como da vida!
Mas pra mim livro bom é assim, trás muitas perguntas e poucas respostas, porque afinal, elas estão dentro de você e pra cada um ela vai se uma verdade diferente!



Alguém ai já leu?

O que achou?



Até a próxima!



;)


Um comentário:

  1. Eu li Crime e Castigo e considero das melhores leituras da minha vida! É realmente muito profunda, bonita e emocionante esta ficção russa.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para compartilhar as suas opiniões e experiências!
Obrigada pela visita!